O jogo do anjo.

O Jogo do Anjo
Sinopse: Aos 28 anos, desiludido no amor e na vida profissional e gravemente doente, o escritor David vive sozinho num casarão em ruínas. É quando surge em sua vida Andreas Corelli, um estrangeiro que se diz editor de livros. Sua origem exata é um mistério, mas sua fala é suave e sedutora. Ele promete a David muito dinheiro e sua simples aparição parece devolver a saúde ao escritor. Contudo, o que ele pede em troca não é pouco. E o preço real dessa encomenda é o que David precisará descobrir.

Personagens: David Martín é um escritor mal sucedido e amargurado, passa seus dias trancado na famosa "casa da torre" escrevendo. É uma pessoa cética, sem crenças e sem fé, até conhecer Andreas Corelli. Andreas Corelli é uma pessoa misteriosa de índole duvidosa que surge na vida de David Martín e Diego Marasca no momento em que eles mais precisam. Isabela é uma jovem de 17 anos que se torna ajudante de Martín a pedido do sr. Sempere, falante, verdadeira e extremamente desajuízada, vira a vida de Martín de ponta cabeça. Na minha opinião é a personagem secundária que deveria ser principal.
Resenha: David Martín nunca teve uma vida fácil. Perdeu o pai muito cedo, e cresceu a sombra do grande Pedro Vidal, dono do jornal onde morou e trabalhou. Aos 17 anos, decide se aprofundar na literatura e viver disso. Durante anos sua vida realmente melhora, mas aos 28 anos ele nota que tudo o que viveu não teve o mínimo sentido. Ele é um homem solitária, descrente em tudo, e prestes a morrer, mas tudo irá mudar quando Andreas Corelli, um grande editor francês, encomenda-lhe um livro que promete mudar a vida de todos os envolvidos, David só não imaginava que seria para pior.
Novamente Záfon nos surpreende com um livro de tirar o fôlego, o "Jogo do anjo" é uma trama que irá te prender do início ao fim e irá te fazer duvidar da sua própria sanidade. Com uma escrita privilegiada, lugares bem descritos e cenários magníficos, ele irá nos cativar a entrar nessa trama junto a David e Isabela. Mas com certeza, o que mais nos prende ao livro é a personalidade confusa de David e o jeito impiedoso da nossa querida Isabela, quando acabar essa leitura você irá sentir como se uma parte de si tivesse ficado nessas páginas, mas como diz nosso sábio sr. Sempere:

"Os livros aprisionam a alma daqueles que escrevem e dos que leem."

4 comentários

  1. Oie :)

    Estou louco para ler algo do Zafón, ano que vem reservarei um mês apenas para isso. Sua resenha ficou muito bonita. Parabéns.

    Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Hey Gabe. :)
    Eu sou uma eterna fã do Záfon, amo tudo o que ele escreve.
    Obrigada. ^^
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi! Vim te avisar que te indiquei para uma brincadeira entre blogs! É só entrar no link para saber mais: http://linhas--soltas.blogspot.com.br/2013/12/vamos-brincar.html

    Espero que goste ;-)
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carla.
      É uma honra saber que você lembrou do meu blog.
      Obrigada mesmo, bjs

      Excluir

Olá, obrigado por deixar seu recado.
Assim que tiver tempo te responderei.
Beijos. :)